Um grupo formado por 575 botânicos do Brasil e de mais 14 países, concluiu, após sete anos de trabalho, uma um amplo levantamento sobre a diversidade de plantas no Brasil.
O primeiro levantamento, publicado em 2010, catalogava 40.989 espécies. O atual, lista 46.097 espécies. sendo que quase a metade é exclusiva do Brasil, como a Euphorbia Attastoma, cacto endêmico da serra de Grão Mogol, MG, com látex fosforescente, que ilustra este artigo.

O estudo coloca o Brasil como o país com a maior riqueza de plantas no mundo e pode ainda melhorar esse ranking já que cada dia são descobertas novas plantas, fungos ou algas.

O levantamento apontou também a Mata Atlântica como o bioma com maior diversidade de angiospermas, samambaias, licófitas e fungos, em razão de coletas mais numerosas e da variedade de altitudes, climas e latitudes. Em segundo lugar está a Amazônia e em terceiro, o Cerrado.

Se por um lado aparecem novas espécies, por outro, destruímos outras. Durante o levantamento, um grupo identificou uma espécie nova de bromélia com uma inflorescência vermelha, a Aechmea xinguana, em uma área de mata no norte do Pará. Conseguiram resgatar algumas amostras  antes da área ser alagada pelas obras da Usina de Belo Monte mas as populações naturais se perderam todas sob a água.

Os especialistas agora devem incluir as descrições, distribuição geográfica detalhada e outras características de cada espécie no banco de dados on-line Flora do Brasil (floradobrasil.jbrj.gov.br) que servirá de base para o site que deverá consolidar todas as espécies encontradas em solo brasileiro, o Flora do Brasil Online.
Até 2020, o site deverá estar pronto para integrar o World Flora Online, que conterá informações sobre todas as plantas conhecidas do mundo. Segundo o site do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, esse objetivo engloba também o cumprimento de acordos internacionais assinados pelo Brasil, atendendo a metas da Estratégia Global para Conservação de Plantas/Convenção da Diversidade Biológica (GSPC/CDB).

Fonte: http://revistapesquisa.fapesp.br